ONG Vida Breve e Presídio de Taquara promovem ação cultural de fim de ano para apenados

30 de dezembro de 2020


Uma parceira entre a ONG Vida Breve e a direção do Presídio de Taquara (Petaq) promoveu uma ação inédita na noite do dia 28. Na área externa em frente ao presídio, foi colocado um telão para que os apenados, através das janelas das celas, puderam assistir a um evento com música ao vivo, exibição de vídeos com mensagens positivas, incentivando as boas práticas, mudanças de hábitos e valorização das famílias.

Música ao vivo pela janela da cela

A ONG Vida Breve, acolhe crianças e adolescentes que tem os pais presos. Conforme a direção do Petaq informou, a equipe de segurança da casa prisional vai atuar na Ong, de forma voluntária, junto às crianças.

A diretora da casa prisional Mara Pimentel destacou a importância de orientar os presos mostrando que é possível traçar um caminho fora do crime. “E o cuidado com as crianças é investir e acreditar que podemos ter uma sociedade a médio prazo, muito melhor”, disse Mara.

Apesar de um ano cheio de desafios, o incansável Professor Airton relata: “Vendo a vida pela janela: Nossa intervenção(palestra, música ao vivo, poemas, clips de Hip Hop e Motivacionais) este ano no Presídio Estadual de Taquara, foi separado por mais de uma grade em função da Pandemia, mas ambos os lados se emocionaram. O trabalho, visando buscar uma reinserção social e alterar trajetórias, iniciou há uma década atrás, mais precisamente em 2010.”

A ação contou com a participação dos voluntários Kiko Sousa, excelente músico taquarense; e o grande militante cultural Paulo Wagner de Oliveira, o membro da ONG Mateus H. De Lima Schirmer , além da poetiza e vocal Viviane Danúbia De Lima Schirmer.

Adaptado do publicação original de susepe.





4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo